Envelhecida Vida

Por Luana Borges

A alegria da vida, é ser vivida

Não se resume a jovialidade

Mas sim, em vivê-la com toda vontade

Conseguindo desfrutar, das pequenas alegrias

Sem se oprimir, pelos desgastes da vida

 

O reflexo no espelho, tão rejeitado

trazem sinais, de momentos passados

Gratificante é lembrar, de momentos de outrora

Que foram ainda, eternizados na memória

 

Não deixem os pesares, te desanimares

Mas olhem com gozo, para suas marcas

Não liguem se ainda, não foram estimados

Ainda saberão, o que tens passado

 

A alegria da vida, é saber recordar

Mas antes de tudo, conseguir desfrutar

Se preciso for, mude sua vida

Saia do comodismo, que o impregna

Não deixe que este, o pare jamais

Que Permaneça em seus olhos, a vontade voraz.