5 lugares incríveis para se viajar na terceira idade

Por Queila Leite

Após tantos anos dedicados a profissão, aos filhos e aos afazeres da vida cotidiana, a terceira idade chega para alguns com um certo temor, pelo que irá acontecer e fazer dali pra frente, mas para outros essa fase vem com um gostinho de férias prolongadas. Tanto para o primeiro quanto para o segundo exemplo, temos dica maravilhosa de como aproveitar essa nova etapa com toda categoria. Em sua grande maioria as viagem são montadas pelo perfil de cada um, mas em geral se busca tranquilidade, segurança e boa infraestrutura, que são indispensáveis na escolha de um destino. Para isso víssemos uma lista com 10 lugares perfeitos para se conhecer e aproveita com todo.

1 – Águas de Lindóia (SP)

um

Localizada a 180 quilômetros de São Paulo, a cidade atrai muitos turistas da terceira idade por causa de seus balneários de águas termais. As paisagens são de tira o folego, principalmente do alto do Morro Pelado, de onde a vista alcança 100 km de montanhas cobertas por vegetação. Aliás, Águas de Lindóia conseguiu a façanha de dobrar sua área verde nos últimos anos. Além disso, a paisagem serrana e o ar puro de Águas de Lindóia trazem a tranquilidade que muitos viajantes procuram.

2 – Vale dos Vinhedos – (RS)

 dois

            O ecoturismo em específico na região sul do Brasil é parada obrigatória para quem curte degustar bons vinhos e contemplar belas paisagens. A 120 km de Porto Alegre está o chamado Vale dos Vinhedos, que se divide entre os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. Degustações gratuitas, passeios por vinícolas e até tratamentos de beleza com vinhos estão à mercê dos viajantes apaixonados pela bebida.

3 – Caldas Novas – (GO)

tres

            Esse Destino não podia faltar na nossa lista, sendo ele um dos preferidos dos que buscam tratamentos ou apenas relaxar nas águas termais, Caldas Novas oferece uma grande variedade de hospedagens – tem o maior complexo hoteleiro do Centro Oeste. As águas quentes chegam aos 51ºC e são procuradas por suas propriedades terapêuticas.

4 –  Holambra – (SP)

quatro

            Nem parece que Holambra fica em São Paulo. A apenas 135 km da agitada capital, a cidade das flores encanta a todos com sua variedade botânica, além da arquitetura, cultura e gastronomia inspiradas na Holanda. É um lugar tranquilo para quem ama passear, contemplar e, é claro, presentear com belas flores. Em setembro acontece o maior evento de flores da América Latina, a Expoflora.

5 – Barra do Garças – (MT)

cinco

            A 504 km de Cuiabá, o Parque das Águas Quentes é administrado pela Prefeitura e é uma boa surpresa em Mato Grosso. Dentro de uma enorme área verde, tem em sua infraestrutura piscinas hidrotermais com temperaturas entre 31ºC e 43ºC, toboágua, rio da preguiça, bar molhado, restaurantes, vestiários e estacionamento, tudo isso por um valor bem acessível, com direito a boias gratuitas. A cidade é bem agradável para um passeio.

ESCOLHA O SEU DESTINO E VAMOS FAZER AS MALAS!!

 

 

           

 

Parque do Idoso em Palmas!

Por Bruna Ferreira

O Parque da Vida Ativa da Melhor Idade Francisco Xavier de Oliveira foi inaugurado em 5 de fevereiro de 2016, pela prefeitura de Palmas-To. O parque leva o nome do aposentado Francisco Xavier de Oliveira, falecido em julho de 2015 aos 74 anos, após lutar por cinco anos contra o mal de Parkinson e de Alzheimer.

O Parque Vida Ativa da Melhor Idade fica na 301 Sul. É um espaço de convivência que oferta atividades voltadas para o lazer, o esporte e cultura e recebe os idosos de toda Capital. O local possui salas de dança, de ginástica e de artes. Ainda tem piscina coberta, campo de futsal gramado, vestiários adaptados, auditório e uma biblioteca virtual com 18 computadores, telecentro, quadra poliesportiva e área verde.

Entre as atividades realizadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) no Parque, estão: aula de Zumba todas as segundas-feiras, a partir das 8 horas; Oficina de Arte todos os dias no período matutino e vespertino; Arte Terapia, às quartas-feiras; e Capoeira, às sextas-feiras, a partir das 8 horas. Além desses serviços, a equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) realiza atendimento de grupo, palestras de prevenção e cuidados da saúde, entre outros serviços.

O Parque da Vida Ativa funciona das 8 às 18 horas, de segunda a sexta, com assistente social e profissionais de educação física. Para mais informações sobre as atividades do Parque, bastar ligar para  2111-3310.

rally1

rally1

rally1

Direito a Saúde – Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa

Por Bruna Ferreira

Benefícios da Prática Corporal/Atividade Física para pessoas idosas

  • Melhor funcionamento corporal, diminuindo as perdas funcionais, favorecendo a preservação da independência;
  • Redução no risco de morte por doenças cardiovasculares;
  • Melhora do controle da pressão arterial;
  • Manutenção da densidade mineral óssea, com ossos e articulações mais saudáveis;
  • Melhora a postura e o equilíbrio;
  • Melhor controle do peso corporal;
  • Melhora o perfil lipídico;
  • Melhor utilização da glicose;
  • Melhora a enfermidade venosa periférica;
  • Melhora a função intestinal;
  • Melhora de quadros álgicos;
  • Melhora a resposta imunológica;
  • Melhora a qualidade do sono;
  • Ampliação do contato social;
  • Correlações favoráveis com redução do tabagismo e abuso de álcool e drogas;
  • Diminuição da ansiedade, do estresse, melhora do estado de humor e da auto-estima.

A pessoa que deixa de ser sedentária diminui em 40% o risco de morte por doenças cardiovasculares e, associada a uma dieta adequada, é capaz de reduzir em 58% o risco de progressão do diabetes tipo II, demonstrando que uma pequena mudança no comportamento pode provocar grande melhora na saúde e qualidade de vida.

Recomenda-se que haja sempre uma avaliação de saúde antes de iniciar qualquer prática corporal/atividade física. No caso de exercícios leves, pode-se iniciar a prática corporal/atividade física antes da avaliação, para que essa não se transforme em uma barreira para o engajamento da pessoa idosa na sua realização.

Não está claro ainda qual o melhor tipo e nível de prática corporal/atividade física, uma vez que esses variam acentuadamente em diferentes estudos. Existe discordância sobre qual seria o melhor exercício para provocar efeito benéfico no idoso. De uma forma geral, deve-se procurar desenvolver exercícios de flexibilidade, equilíbrio e força muscular. A prática corporal/atividade física deve ser de fácil realização e não provocar lesões. Deve ser de baixo impacto e ocorrer em intensidade moderada (percepção subjetiva de esforço, aumento da freqüência cardíaca e/ou da freqüência respiratória, permitindo que o indivíduo respire sem dificuldade e com aumento da temperatura do corpo). Recomenda-se iniciar com práticas corporais / atividades físicas de baixa intensidade e de curta duração, uma vez que a pessoa idosa, geralmente, não apresenta condicionamento físico e pode ter limitações músculo-esqueléticas.

Sugere-se a prática de 30 minutos de prática corporal/atividade física regular (ao menos três vezes por semana). Uma das vantagens dessa prática é a fácil adesão por aqueles que têm baixa motivação para a prática de exercícios.

Ao indicar uma prática corporal/atividade física para uma pessoa idosa, deve-se considerar vários aspectos, como: prazer em estar realizando esta ou aquela atividade, suas necessidades físicas, suas características sociais, psicológicas e físicas.

As atividades mais comuns envolvem: caminhada, ciclismo ou o simples pedalar da bicicleta, natação, hidroginástica, dança, ioga, Tai Chi Chuan, Lian Gong, entre outras. A caminhada merece maior destaque, por ser acessível a todos e não requer habilidade especializada ou aprendizagem. Recomenda-se andar em locais planos, prestando atenção à temperaturas extremas (muito elevadas ou muito baixas) e umidade muito baixa, nesses casos, ingerir maior quantidade de líquidos.

Os exercícios de resistência ou treinamento da força muscular, além de contribuir na diminuição da incidência de quedas, incrementa a densidade óssea. Esse tipo de atividade pode ser concomitante às atividades aeróbicas ou ocorrer em dias intercalados. O treinamento deve ser dirigido aos grandes grupos musculares e realizado lentamente. Qualquer tipo de resistência pode (e deve) ser utilizado. Pode-se utilizar pesos simples como garrafas, latas, sacos ou qualquer objeto doméstico, colocados nos membros superiores ou inferiores, fixando-os com faixas, com o cuidado de não garrotear.

A principal recomendação na realização desses exercícios é a de manter a respiração constante enquanto executa o exercício, evitando a manobra de Valsalva, que representa aumento da pressão arterial em função da execução de um exercício de força com a respiração presa.

Os exercícios de força são os que realmente podem diminuir ou reverter alguma forma de perda de massa muscular (sarcopenia) e óssea (osteoporose), sendo, portanto, as atividades de preferência na manutenção da capacidade funcional e independência.

Para Baixar :

⇒ Caderno de Atenção Básica

 

REFERÊNCIAS

Ministério da Saúde – ENVELHECIMETO E SAÚDE DA PESSOA IDOSA. Caderno de atenção básica. Via: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/cadernos_ab/abcad19.pdf ; Acesso em 08/05/2017.

 

OUTROS TEXTOS CIENTÍFICOS:

  • A influência da fisioterapia na prevenção de quedas em idosos na comunidade: estudo comparativo.

http://www.aquabrasil.info/Pdfs/2470-12668-1-PB.pdf

 

  • Programa de hidroginástica para idosos: motivação, auto-estima e auto-imagem.

https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/viewFile/3883/16671

 

  • Avaliação de qualidade de vida de idosos submetidos à fisioterapia aquática.

http://www.revistaneurociencias.com.br/edicoes/2006/RN%2014%2004/Pages%20from%20RN%2014%2004-2.pdf